orthopedic pain management

Conhecendo o Sistema Solar: Sol

Astronomia & Astrofísica — By on agosto 7, 2010 at 10:09

O Sol é a característica mais proeminente no nosso Sistema Solar. É o maior objeto e contém aproximadamente 98% da massa total do Sistema Solar. No seu interior poderiam caber para cima de 1,3 milhões de Terras. A camada exterior visível do Sol é chamada fotosfera e tem uma temperatura de 6.000°C (11.000°F). Esta camada tem um aspecto manchado devido às erupções turbulentas de energia à superfície.

A energia solar é criada na zona profunda do núcleo. É aqui que a temperatura (15.000.000° C; 27.000.000° F) e pressão (340 bilhões de vezes a do ar na Terra ao nível do mar) é tão intensa que ocorrem as reações nucleares. Esta reação causa a fusão de quatro prótons ou núcleos de hidrogênio para formar uma partícula alfa ou núcleo de hélio. A partícula alfa é 0,7 por cento menos massiva que os quatro prótons. A diferença em massa é expelida como energia e transportada para a superfície do Sol, por um processo conhecido por convecção, onde é libertada em forma de luz e calor. A energia gerada no núcleo do Sol leva um milhão de anos a atingir a superfície. Em cada segundo 700 milhões de toneladas de hidrogênio são convertidas em hélio. No processo, são liberadas 5 milhões de toneladas de energia pura; assim, ao longo do tempo o Sol fica cada vez mais leve.

A cromosfera está acima da fotosfera. A energia solar passa por esta zona no seu caminho para fora do centro do Sol. Irrompem chamas e fáculas na cromosfera. Fáculas são nuvens de hidrogênio luminosas e brilhantes que surgem nas zonas em que as manchas solares estão prestes a formar-se. Chamas são filamentos brilhantes de gás incandescente que emergem das zonas das manchas solares. Manchas solares são depressões escuras na fotosfera com uma temperatura típica de 4.000°C (7.000°F).

A coroa é a parte de fora da atmosfera solar. É a zona em que aparecem as proeminências. As proeminências são nuvens imensas de gás brilhante que emergem da cromosfera superior. A zona exterior da coroa alonga-se muito pelo espaço e consiste de partículas que se afastam lentamente do Sol. A coroa só pode ser vista durante um eclipse total do Sol.

O Sol parece estar ativo há 4,6 bilhões de anos e tem ainda combustível suficiente para continuar durante outros cerca de cinco bilhões de anos. No fim da sua vida, o Sol iniciará a fusão do hélio em elementos mais pesados e começará a inchar, crescendo tanto que engolirá a Terra. Após um bilhão de anos como gigante vermelha, irá subitamente colapsar numa anã branca – o produto final de uma estrela como a nossa. Poderá ainda levar um trilhão de anos até arrefecer completamente.

Propriedades do Sol:

  • Massa (kg): 1.989e+30
  • Massa (Terra = 1): 332.830  
  • Raio equatorial (km): 695.000  
  • Raio equatorial (Terra = 1): 108,97  
  • Densidade média (gm/cm^3): 1,410  
  • Período de rotação (dias): 25-36*  
  • Velocidade de escape (km/sec): 618,02  
  • Luminosidade (ergs/seg): 3,827e33  
  • Magnitude (Vo): -26,8  
  • Temperatura média à superfície: 6.000°C  
  • Idade (bilhões de anos): 4,5

 Composição química:

  • Hidrogênio: 92,1%
  •  Hélio: 7,8%
  •  Oxigênio: 0,061%
  • Carbono: 0,030%
  • Nitrogênio: 0,0084%
  • Neon: 0,0076%
  • Ferro: 0,0037%
  • Silício: 0,0031%
  • Magnésio: 0,0024%
  • Enxofre: 0,0015%
  • Todos os restantes : 0,0015%

* O período de rotação do Sol à superfície varia de aproximadamente 25 dias no equador a 36 dias nos pólos. Na profundidade, abaixo da zona de convecção, provavelmente tenha uma rotação com um período de 27 dias.

Tags: , , ,

0 Comments

You can be the first one to leave a comment.

Leave a Comment