orthopedic pain management

Seres vivos no espaço

Si Belle, La Science — By on outubro 12, 2012 at 10:46

Você acredita que existe uma criatura terráquea que consegue sobreviver no espaço? Imagine que fantástico podermos enviar para outros planetas estes seres e eles não só sobreviverem, mas se reproduzirem e evoluírem.

Estas criaturas chamam-se tardigrades ou ursos d’água, são animais microscópios que sobreviveram a temperaturas abaixo de zero, ventos implacáveis e em oxigênio no espaço.

Os cientistas resolveram mandar estes seres para o espaço com o intuito é entender como eles podem sobreviver fora da Terra. Este projeto é chamado de Biokis que é patrocinado pela agência espacial Italiana. O projeto vai fazer sete experimentos para saber como estes “bichinhos” se comportam, se suportam a ida ao espaço e como são afetados a nível molecular.

Uma dessas experiências se chama Tardkiss e ela expõe os ursos d´ água à radiação ionizante através de um instrumento chamado dosímetro. Através do experimento eles saberão como as células se comportam expostas a radiação ionizante, presentes no espaço.

O professor Roberto Guidetti explica: “Tardigrades pode ser encontrada em todo o mundo a partir do Ártico à Antártida, de altas montanhas a desertos, nas áreas urbanas e jardins de quintal” e, além disso, “em ambientes terrestres, eles sempre exigem pelo menos um filme de água ao redor de seus corpos para realizar as atividades necessárias para a vida” conclui. Eles possuem apenas 1 mm de comprimento e podem ser encontrados tanto no mar, em água doce ou em terra. O motivo pela qual a chamam de urso d’água é por serem encorpados e por se assemelharem a um urso, só que muito, muito menores.

Os estudos, como já havia dito antes, podem nos ajudar a desenvolver técnicas para a proteção dos seres humanos no espaço e ajudar também a proteger outros organismos. Quem sabe assim poderemos explorar o Sistema Solar.

Tags: ,

2 Comments

  1. andre luis disse:

    eu amo a astronomia, eu acho uma experiencia repulsiva e louca, eu ganhei muito premio cientifico, e com fé cientifica espero que consigam boa sorte cientistas.

    [Responder]

  2. Cláudia Assunção disse:

    A tradução correta para o português é tardígrada! Parece que o texto foi traduzido pelo Google tradutor, que não conhece o termo! Sou especialista em estudos sobre evolução desse fantástico grupo, os Tardigrada. Começo a ficar preocupada com a disseminação de notícias como essa, apesar de ficar feliz em testemunhar o crescente interesse da mídia sobre animais microscópicos, que normalmente são tão negligenciados. Apesar de muitas pesquisas sérias comprovarem a resistência dos tardígrados, deve se ter cautela com a divulgação dos resultados, não passando a falsa idéia de que a “chave” para a longevidade e para a sobrevivência do homem fora do nosso planeta esteja guardada nessa, ou em qualquer outra criatura biológica conhecida!!
    Ass. Cláudia Assunção, doutora em Zoologia/IBUSP

    [Responder]

Leave a Comment