orthopedic pain management

Chegada do homem à Lua faz 40 anos

Saiu na Imprensa — By on abril 26, 2010 at 21:57

Sérgio Teixeira
Segunda-feira – 20/07/2009 – 10h28

Araçatuba – Há 40 anos, 1,2 bilhão de pessoas sentadas em frente aos aparelhos de televisão, na época preto e branco, assistiam estupefatas um dos maiores feitos já realizados pelo homem. No dia 20 de julho de 1969, o pé esquerdo do astronauta americano Neil Armstrong pisava no solo da Lua. O mundo assistia ao que parecia impossível, tanto que muitos duvidam do feito até hoje.

A bordo da nave Apollo 11, Armstrong e mais dois astronautas, Edwin Aldrin e Michael Collins, cumpriram com êxito a missão de pousar no único satélite natural da Terra. A viagem demorou quatro dias, e foi suficiente para que o trio coletasse amostras do solo lunar, fizesse experiências e tirasse fotografias.

“Foi emocionante, parecia uma cena de ficção”, afirma o presidente do Inape (Instituto de Astronomia e Pesquisas Espaciais de Araçatuba), Gener Silva, 67 anos. Na época, ele tinha 28 anos e fazia um cursinho preparatório em Bauru (SP) para ingressar na faculdade. Hospedado na casa de conhecidos, Silva foi um dos milhares de telespectadores a acompanhar pela televisão os nostálgicos passos humanos no ambiente lunar com pouca gravidade.

“Uma das pessoas que estava na casa comentou: que bobagem, isso é montagem dos americanos, só falta os bobos acreditarem nisso”, recorda. Ele reforça que a polêmica existe desde então. Silva crê que o homem realmente pisou na Lua, sendo que o feito representa uma quebra de paradigmas sobre o passado e o futuro das descobertas espaciais.

CETICISMO
“A chegada do homem à Lua mudou muito a maneira de ver o universo. As pessoas passaram a se interessar mais pelos astros, e os jornais davam as notícias em primeira página”, analisa Marcomede Rangel Nunes, físico do Observatório Nacional do Rio de Janeiro. Na época, o observatório integrou o projeto Apollo por meio do projeto Lion (Lunar International Observer Network), observando a Lua com telescópios enquanto os astronautas estavam lá.
Para ele, algumas pessoas não acreditam que o homem chegou à Lua porque, apesar do satélite estar relativamente perto da Terra (a 384 mil quilômetros, distância pequena para as medidas espaciais), o astro sempre foi visto como algo distante. “Muitas pessoas não ‘alcançaram’ a grandiosidade do feito”, afirma.

MARTE
De julho de 1969 a dezembro de 1972 doze homens caminharam sobre a superfície da Lua. O último astronauta a deixar o satélite, Gene Cernan, comandante da Apollo 17, disse, ao embarcar de volta para a Terra, que dava “o último passo do homem nesta superfície (…) esperamos que não por muito tempo”.

Cernan provavelmente não previu que se passariam 37 anos sem o retorno do homem ao satélite, e que o próximo passo poderá ser dado por um chinês. A China pretende enviar um robô móvel à Lua em 2012 e, embora as autoridades chinesas neguem que haja uma data definida para o envio de astronautas até lá, a intenção de fazê-lo é clara.

Para Nunes, o retorno é necessário, pois se o homem conseguisse construir uma base na Lua, o satélite poderia servir como “trampolim” para chegar a Marte, o planeta vermelho vizinho da Terra. “É o atual desafio do homem, o ‘grande salto’. Contudo, enquanto o homem demora poucos dias para chegar à Lua, para Marte levará de oito a nove meses”, explica, apontando um dos desafios.

Fonte Original: Jornal Folha da Região

Tags: , , , , ,

3 Comments

  1. ALEX disse:

    MENTIRA, NENHUM HOMEM NUNCA CHEGOU A LUA

    [Responder]

    alex Resposta:

    concordo com voce

    [Responder]

  2. Jonas Floriano disse:

    Afirmar assim sem razão até eu afirmo… Felizmente poucas pessoas acreditam em coisas na base do grito!

    [Responder]

Leave a Comment